domingo, fevereiro 04, 2007

Almanaques do tempo dos nossos avós

O Almanaque Borda d'Água talvez seja uma das publicações mais antigas ainda no activo. Para quem não saiba o que é, o melhor mesmo é perguntar aos seus avós do almanaque com o "velhinho da cartola". Sim, porque provavelmente já nem os próprios pais deviam ser leitores assíduos destes almanaques. Para todos os efeitos, aqui fica uma pequena lista do que continha este almanaque: eclipses, festas e romarias, informações astrológicas, melhores alturas do ano para plantar abóbora, espinafre, batat, couve e todas as leguminosas, tabelas de marés, orações, um útil capítulo intitulado "Da Influência da Lua na Agricultura", e lindos ditados populares.Também o Almanaque Seringador, mais recente, continua no activo com informações muito semelhantes. Seria interessante que alguém encontrasse um link com umas amostras deste almanaque para dar a conhecer aos mais novos, pois duvido que os leitores assíduos sejam muito dados às novas tecnologias...


Borda d'Água:
http://contraculturalmente.blogspot.com/2007/01/
outros-cultos-19-almanaque-borda-dgua.html


Seringador:
http://www.lelloeditores.com/catalogo/detalhe.php?id=445

2 comentários:

Jacinto Catau disse...

Isto de Almanaques do tempo nos nossoa Avós é verdadeiro. Possuo vários mas o mais interressante é uma colecção dos ALMANAQUES DE LEMBRANÇAS LUSO-BRASILEIRO DE 1851 A 1932 São 87 volumes, incluindo indices desde 1872 a 1898. Trata-se de uma publicação deveras intessante e rara. Pois nunca vi nada em catálogas de Alfarrabistas. O que já tenho visto são apenas exemplares de um ou outro ano mas muito raramente.

Alberto Vale disse...

Caro Jacinto,

Verifiquei que é um alfarrabista e que se interessa pelos coleccionadores e bibliófilos. Sugiro que para vender antiguidades, talvez os sítios de leilões como o eBay ou o Miau sejam os mais indicados.

Veja em:
http://linksinteressantes.blogspot.com/2007/01/o-miau-do-gato.html